Principal

Prefeitura implanta programa de Combate ao Tabagismo

Os atendimentos começam na terça-feira, dia 19.

tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que 40% da população mundial adulta, isto é, 2,8 bilhões de pessoas, entre as quais 200 milhões de mulheres, sejam fumantes. Pesquisas comprovam que por volta de 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam.

 

 

O tabagismo é responsável pelos seguintes cânceres: leucemia mielóide aguda; câncer de bexiga; câncer de pâncreas; câncer de fígado; câncer do colo do útero; câncer de esôfago; câncer nos rins; câncer de laringe (cordas vocais); câncer de pulmão; câncer na cavidade oral (boca); câncer de faringe (pescoço); câncer de estômago.

No Brasil, 428 pessoas morrem por dia por causa da dependência a nicotina. 56,9 bilhões de reais são gastos a cada ano para despesas médicas e 156.216 mortes anuais poderiam ser evitadas. A maior consequência é dada pelo câncer, doença cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Diante dos dados preocupantes, a prefeitura de Cristais Paulista, através da Secretaria de Saúde, se mobilizou para conseguir a adesão no programa de combate ao tabagismo.O município enviou três profissionais para o Cratod: referência multidisciplinar no tratamento de dependência química, em São Paulo, onde foram feitas capacitações desses profissionais, e após a qualificação, foi liberado o termo de adesão, documentação, que faz parte do processo para aprovação dos recebimentos dos manuais do curso e as medicações, que serão utilizadas no programa de combate ao tabagismo.

As pessoas que tiverem interesse em participar, podem ir até o CREIA, clínica de reabilitação com um encaminhamento médico ou de livre espontânea vontade. Os atendimentos começam na terça-feira, 19 de fevereiro, às 8 horas da manhã.

Os encontros serão semanais, direcionado pelos profissionais: médico da estratégia saúde da família, doutor, Adalberto Petri, f armacêutico, José Humberto e a enfermeira Maria Lúcia.  O atendimento será totalmente assistido pelos profissionais e oferecido gratuitamente para a população.

Outras informações no ESF: 3133-1391