Principal

Prevenção: Saiba quais ações de saúde estão nas Escolas de Cristais

A Prefeitura de Cristais Paulista iniciou neste mês de Agosto as ações do Programa Saúde na Escola. Logo após o retorno das aulas os alunos receberam orientações relacionadas ao combate do mosquito Aedes Aegypti.

 

Agentes de Vetores da Vigilância em Saúde e fonoaudióloga da CREIA, T estiveram nas escolas CEMEI Aparecida Guilherme Garcia, Jarcy Araci de Mattos e Amélio de Paula Coelho alertando crianças e jovens sobre a melhor forma de erradicar o mosquito transmissor da dengue, febre amarela, zica, Chikungunya e microcefalia.

 

Durante os encontros os alunos também receberam informações sobre o dia-a-dia e evolução do inseto. “Vimos que a fêmea precisa de sangue para amadurecer os ovos que são depositados separadamente nos objetos que tem água limpa. Também fiquei surpresa quando soube que cada mosquito vive 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 250 e 350 ovos neste período”, disse o aluno Pedro Henrique Mendes dos Reis, de 11 anos.

“Eu não sabia que o mosquito prefere o sangue humano e ataca normalmente logo de manhãzinha ou no final da tarde. Lógico que isso não seria uma regra, mas vou avisar isso para meus pais”, acrescentou a aluna Maria Vitória Souza Oliveira, de 14 anos.

Outro tema apresentado para os alunos foi alimentação saudável. Profissionais da

do NASF e ESF abordaram o tema com muita descontração, como forma de educar as crianças e jovens.

 

Nas escolas CEMEI Aparecida Guilherme Garcia, Jarcy Araci de Mattos foram realizadas peças de teatro com fantoches em forma de salgadinhos para facilitar o entendimento da importância de consumir fibras e frutas.

 

Já na escola Amélio de Paula Coelho o tema escolhido foi “Obesidade Infantil”. “Mostramos que, hoje, uma em cada três crianças está com o problema de obesidade. Abordar e mostrar isso na escola é uma forma de fazer com que a mensagem chegue a toda família do aluno”, disse Lis Cintra, Nutricionista da Prefeitura de Cristais Paulista.

 

O Programa Saúde na Escola é desenvolvido pela Prefeitura Municipal através das Secretarias de Saúde e da Educação. Até dezembro de 2020 serão abordados 13 temas que passarão por diferentes áreas da saúde, mas que são necessárias para a evolução e aprendizado dos alunos.

 

Para o mês de setembro a Prefeitura irá realizar testes visão nos 1.300 alunos da rede.