Principal

SECRETÁRIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO VISITA CRISTAIS PAULISTA

O secretário de Estado de Recursos Hídricos, Édson Giriboni visitou Cristais Paulista na tarde da última sexta-feira, 09, a convite do prefeito Miguel Marques. 
Giriboni participou pela manhã do Congresso da Fehidro no Comitê de Microbacias na cidade de Franca, em seguida foi recebido na Câmara Municipal de Cristais Paulista pelo prefeito, vereadores, funcionarios públicos e populares. 
Durante a visita, debateu assuntos relevantes ao nosso município, no que se relaciona a água.
Sabe-se que está havendo racionamento de água assim como nos últimos anos e haverá um considerável crescimento da cidade,com os novos loteamentos, o que aumentará a demanda por água.
o prefeito Miguel apresentou projetos para ajudar o municipio no problema d escasses de água. 
"Ja tem ocorrido racionamento de água, todos os anos acontece no segundo semestre, mas isso não pode acontecer mais é preciso uma solução de imediato, e que a mesma seja para longo prazo."- disse o prefeito.
Na ocasião o Prefeito Municipal apresentou o projeto elaborado pelo departamento de Planejamento e engenharia da prefeitura para a construção de uma nova adutora, que de imediato, poderá ampliar a captação de água, observado que nossa estação de tratamento tem condições de tratar o dobro de litros de água que hoje é tratada.
A adutora teve parecer favoravel do Secretário de Estado, aprovado o projeto, o municipio deve firmar convênio com o a FEHIDRO no valor aproximado de R$ 300 mil para a contrução da obra.
Também foi apresentado projeto para um poço artesiano.
Edson Giriboni também comentou sobre os projetos da Secretaria de Recursos Hídricos. Segundo o secretário, existem três grandes ações sendo desenvolvidas em busca da universalização do saneamento no Estado de São Paulo: água tratada, esgoto coletado e esgoto tratado.
Na região onde há municípios que são administrados pela Sabesp a universalização deve acontecer até 2015, na Baixada Santista até 2017 e na grande São Paulo até 2020. De acordo com o secretário, esse prazo varia pois depende da questão habitacional porque há locais que é impossível realizar obras sem remover as famílias.
Já nas cidades com menos de 50 mil habitantes que não são operadas pela Sabesp o governo disponibiliza um programa “Água Limpa”, a fundo perdido, para o tratamento de esgoto. Edson Giriboni lembrou ainda que foi lançado ainda mais dois programas: “Se Liga na Rede” o qual as famílias terão gratuitamente o esgoto coletado de suas residências com investimento do Governo.

 

Transparência Pública